MENU

Alta Floresta - MT

Domingo, 28 de Maio de 2017

Apelidado de Ema, Lúdio recebeu R$ 1 milhão de caixa 2 da Odebrecht

O petista teria recebido R$ 1 milhão, por meio de caixa 2, durante a campanha ao governo em 2014

Reprodução

RD News

Postada em 17 de Abril de 2017 às 15h58min

O ex-vereador por Cuiabá Lúdio Cabral (PT) teria recebido R$ 1 milhão, por meio de caixa 2, durante a campanha ao governo em 2014. Sob o codinome “Ema”, o petista está na planilha da Odebrecht de contribuições ilegais para políticos. A informação é do jornal O Valor.

O intermediário do repasse, segundo a planilha, foi Edinho Silva que, à época, foi coordenador financeiro da campanha da ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT).

 Veja, abaixo:

Valor Econômico

ludio_valor

 Confira, acima, trecho da planilha publicada pelo Valor Econômico. Lúdio aparece duas vezes como beneficiário de esquema de caixa 2, investigado na Lava Jato

Durante seis anos, de 2008 a 2014, a Odebrecht repassou cerca de R$ 246 milhões em forma de caixa 2 para centenas de políticos. A planilha foi entregue ao Ministério Público Federal pelo diretor do departamento de operações estruturadas, Benedicto  Junior. O setor era o centro de distribuição de propina da empreiteira.

Quando o nome de Lúdio veio à tona na lista da Lava Jato, o ex-vereador já havia cogitado que a petição da Procuradoria Geral da República se referia às eleições de 2014, haja vista que também foram citados na mesma documentação Edinho e o candidato a governador de Rondônia em 2014, Mariton Benedito de Holanda. 

A defesa do ex-vereador, patrocinada por José do Patrocínio, explica que teve acesso aos vídeos e áudios do delator Alexandrino, mas, em nenhum momento, o ex-diretor da Odebrecht cita Lúdio. Por isso, o advogado pondera que é preciso saber se o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em Brasília, vai acatar abertura de investigação ou não.

Caso seja dado prosseguimento, o jurista terá acesso integral aos documentos. “O que podemos verificar até agora são especulações”, sustenta.


SOLO Plus